MOVIMENTO INVOLUNTÁRIO OU TÉCNICA TREINADA? | Blog do Futebol Interativo
Futebol Interativo

MOVIMENTO INVOLUNTÁRIO OU TÉCNICA TREINADA?


Carregando...

2020-09-11 17:15:00 |

MOVIMENTO INVOLUNTÁRIO OU TÉCNICA TREINADA?

Compartilhe logo whatsapp logo facebook logo linkedin logo twitter
Compartilhe img

Gostaria de compartilhar com vocês uma observação minha, que há um tempo venho conversando com meus atletas e amigos, sobre um movimento involuntário ou técnica treinada que alguns goleiros vem utilizando, da qual, particularmente, não consigo me convencer da funcionalidade.

 

A seguir no vídeo, vocês irão observar e tenho certeza que logo identificarão qual é o movimento.

 

 height=

 

Espero que, se não todos, pelo menos a maioria tenha identificado sobre o que estou falando.

 

Vocês observaram, vendo o lance de frente, que, no momento do chute, o goleiro faz um salto no mesmo lugar, antes de fazer o movimento em direção a trajetória da bola.

 

 height=

 

Esse é o movimento ou técnica do qual não me convenço de sua funcionalidade, pois sabemos que a bola percorre a distância a partir do chute (ponto de origem) até o gol (ponto final) em fração de segundos, então porque perder uma fração desse tempo executando um salto no mesmo lugar, em vez de usar este tempo para sair ao encontro da bola?

 

A resposta mais comum é que com esse movimento se consegue firmar melhor a base (não é o que vemos no vídeo) e com a flexão das pernas gerar um impulso maior para cobrir a distância e assim tentar fazer a defesa.

 

Eu não vejo como isso é funcional, uma vez que essa fração de tempo usada com o salto no mesmo lugar poderá fazer com o goleiro chegue atrasado na bola.

 

 height=

 

Um exemplo simples que podemos analisar: um corredor de 100 ou 200 metros, que precisa percorrer uma determinada distância no menor tempo possível, ele na largada executa um salto no mesmo lugar para pegar mais impulso ou ele flexiona as pernas e inclina o tronco para frente, contraindo toda sua musculatura para obter mais energia e ter uma explosão maior na saída?

 

 height=

 

A grosso modo é o mesmo que passamos para nossos atletas, pés plantados no chão e afastados na distância entre ombros, pernas levemente flexionadas e tronco levemente inclinado para frente, existe ou não uma semelhança na descrição da base de um goleiro e de um corredor de provas de velocidade, então, para que esse salto?

 

 height=

 

COMPARAÇÃO:

 

 height=

 

O intuito de expor esse meu pensamento e observação é para que possamos discutir, tenho certeza que não sou o único que já observou esse movimento. Não estou afirmando que é errado, só que não me convenço da funcionalidade desse movimento.

 

Estou aguardando a opinião de vocês. Abraço

 

Gustavo Moreira

Preparador Técnico de Goleiros

ShenZhen Nanling Tielang FC

Tags

36 comentários

Concordo com a sua análise, Gustavo. Na minha opinião, os saltitos podem ser utilizados apenas como forma de ativação, mas devem cessar antes do momento da (possível) ação do goleiro (como por exemplo antes de uma cobrança de escanteio, ou falta). A falta de contato com o solo limita as ações do goleiro.

O movimento deve ser um salto à frente para diminuir o ângulo e deve ser realizado quando o chutador leva o pé de apoio ao solo. Taffarel foi um mestre nesta arte. Ele não defendia dando saltos ou vôos acrobáticos. O salto à frente corrige o posicionamento e melhora a colocação tornando o movimento da defesa mais simples e eficiente

A meu ver não é o movimento, mas a percepçao do tempo da bola. O goleiro do vídeo salta quando o adversário conclui o movimento do chute

Olá, Boa tarde! O mais interessante e intrigante é que a o salto(como se fosse um tipo de reação) e em seguida a o deslocamento para a queda rasteira! Podemos notar que esse "estímulo" se apresenta também na hora de trabalhar o fundamento pegada(punho). Já notou isso em algum Goleiro?

Muitos goleiros querem agir por conta própria não está certo .

Achei muito interessante esse tema eu também vejo muito isso acontecer em alguns jogos não tem para que você ficar saltando antes do chute não faz sentido por aí você tira que não Vai ter o impulso para chegar na bola

Concordo plenamente Gustavo. Também oriento aos goleiros e goleiras que treino para não perderem contato com o solo, pois perdem ponto de apoio para o arranque ou para o salto.

eu acho que o pulo no local é uma coisa que vem da base porque muitos goleiros aprendem essa tecnica mais quando jogava nao tinha esse costume de fazer esse movimento porque vc tambem usa o impulso parado e sera o mesmo para alcançar grandes impulsoes

Professor, está atitude percebi com alguns goleiros em formação que tive o prazer de trabalha e até alguns adultos, sempre quando há essa atitude procuro corrigir para que não ocorra isso, com a influência de alguns goleiros profissionais alguns atletas adotaram isso por mera estética do movimento, mas sem funcionalidade nenhuma na ação de efetuar a defesa, ótima abordagem do sr que vem de encontro ao que acho senão funcional

Estou começando agora nessa ária referente a goleiro Tenho pouco tempo Mas pretendo me ex-pescialisa na área pra chegar no nível de vcs Com muita qualidade com os trabalhos

Concordo tanto o salto como a base tão aberta diminuíram as chances dele chegar na bola

O treinamento consiste em manter a distancia entre os pés a proporção da altura dos ombros em movimentos saltitantes principalmente o movimento lateral o abrir as pernas além dos ombros já compromete a defesa tanto em bola em movimentos como a bola parada

Os goleiros não podem ser robotizados, devem ser treinados e preparados para diferentes situações de jogo. Quando jogava no gol como goleiro de futsal, campo, society , atleta amador fiz muitas defesas lendo chutes dos jogadores. Goleiro têm que ter tempo de bola , alguns casos antecipar defesas ajuda.

Excelente abordagem professor, como você colocou , pra mim trata-se de uma ( técnica treinada ) pois é um movimento que se efetuado no "time certo" se torna vantajoso para o goleiro, caso o goleiro não esteja em sintonia com a velocidade do finalizador ele vai ou se antecipar e perder força de reação no momento do chamado "contramovimento" ou se atrasar e não chegará na bola . Fato esse acontecido no vídeo abordado onde ele tem um atraso no contramovimento . ( OGOLEIRO TEM QUE TER UM PREVISIONAMENTO DA SITUAÇÃO QUE PODE ACONTECER) lembrando esse PREVISIONAMENTO não é querer adivinhar a jogada e sim estar preparado para todas situações que poderar acontecer naquela jogada .

Muito pertinente essa observação Gustavo. É uma fração de segundo que se perde, importantíssima para que se alcance o maior objetivo, impedir que essa bola ultrapasse a linha de gol. Essa perda de contato com o solo é causador do insucesso de inúmeras defesas. Outro vício muito comum e que podem ser evitados na base é o movimento dos braços para trás e imediatamente para frente que muito ocorre muito em chutes frontais onde há uma perda de tempo para que a palma das mãos cheguem ao posicicionamento perfeito pra pegada. Suas observações são muito relevantes.

Concordo plenamente com você Gustavo, esse tipo de movimento não tem funcionalidade alguma, apenas tira o tempo de bola do goleiro. Grande observação!!!

Grande observação Gustavo. Concordo plenamente com você, não vejo um "recurso" utilizando esse salto. Como você mesmo falou não é errado, mas vemos que atrapalha ele executar a defesa em frações de segundos.

BOA NOITE ,EU TAMBÉM CONCORDO COM VC ,SÓ QUE UM ATLETA PROFISSIONAL ,PRATICAMENTE JÁ ESTÁ COM SEUS PENSAMENTOSS FORMADOS,SOBRE O CERTO É O ERRADO , E JÁ VEM COM OS VICIOS DA FORMAÇÃO QUANDO ERA MENOR ,É NÂO FOI TIRADO ,OU ORIENTADO ,QUE SUA BASE TEM QUE ESTÁ NO SOLO ,NO MINIMO 1 PÉ,E ISSO ELE ACUSTUMA LÁ NA BASE E TRAZ CONSIGO VIRANDO UM HABITO ,AONDE NATURALMENTE EXECUTA OS SALTOS NO MESMO LUGAR ,ANTES DE TOMAR SUAS DECISOES ,É COM ISSO DEIXA DE TIRAR MUITAS BOLAS DEFENSAVEIS POR TER UM HABITO DE QUICAR ANTES DE EXECUTAR SUAS AÇÕES,LEMBRANDO QUE .ESSES HABITOS NÂO FORAM COBRADOS NA BASE,É CRESCEM ASSIM ,É QUANDO CHEGAM NO PROFISSIONAL NÂO ADIANTA QUERER MELHORAR ISSO ,POIS A MAIORIA NÂO ACREDITA QUE PODEM TER MELHORES RESPOSTAS,SEUS PENSAMENTOS JÁ ESTÂO FORMADOS.

Acredito que esse salto antes de atacar a bola seja mais um costume do atleta do que uma tática para potencializar o movimento

Completando II: Os Goleiros estão deixando de "atacar" a bola ( bissetriz para diminuir o ângulo de chute ).

Completando: Esse contramovimento estimula os componentes elásticos para uma eficiente explosão. Contudo, se demorar essa energia se dissipa em calor.

Boa tarde, Gustavo ! Ótimo tema ! Como você sabe, esse movimento executado pelo Goleiro é conhecido como contramovimento. Existem dois aspectos que podemos abordar. O primeiro você abordou com muita propriedade e que envolve: a) perda de tempo para efetivamente projetar-se em bola e b) a analogia que fez com a saída de bloco do atletismo em que o atleta já encontra-se em posição para reação. Contudo, o contramovimento tem uma VANTAGEM considerável. Segundo alguns estudos ( fico devendo a autoria, mas vou buscar ) o contramovimento dá ao atleta um adicional de distância que varia de 2 a 4cm, o que é uma baita vantagem nas tentativas de buscar uma bola. Porém, existe um grande complicador na execução deste movimento, fazendo com que o mesmo fique inoperante: normalmente os goleiros o executam precocemente e quando chegam no solo ficam sem reação uma vez que a bola já está passando ou executam tardiamente e nesse momento a bola já passou há muito tempo. O grande detalhe é fazer com que o Goleiro consiga achar o timing coincidente ( o exato momento entre: o tempo de execução do contramovimento, o tempo de saída para a bola e o encontro com a bola ). O momento desse salto encontra-se BEM PRÓXIMO da saída da bola ( a que se buscar isso ). Não é tão fácil ! Isso envolve leitura, concentração e controle de ansiedade. Portanto considero como treinável. Parabéns Gustavo !

Perfeito a observação, no salto o atleta leva segundos preciosos q poderia potencializar a sua ação em direção a bola. É uma mecânica de movimento desnecessário fragilizando a sua performance

Sim concordo, mas vejo a perca de tempo do goleiro como um suposto susto, de quem tinha a visão emcoberta na hora do chute, quando a bola passou ja era tarde para se recuperar! Não vejo como falha técnica e sim, intercorrencia de jogo!

Boa tarde Professor, Fui goleiro das categorias de base em alguns clubes por 8 anos e na prática com base nesse material que você disse faz sentindo. Esse tempo que o atleta leva dando esse salto poderia ser utilizado para abrir a passada e cortar a trajetória da bola, importante resaltar que foi um bola defensável pois, se o goleiro faz esse processo em fração de segundos de cortar a trajetória ele teria feito a defesa. agora um ponto muito importante que eu testei na prática durantes esses 8 anos de experiência, para ter uma tomada de decisão melhor (principalmente nesses lances) eu não ficaria com a base e os pés 100% ''plantados'' no chão, pois se eu precisar fazer uma mudança de direção seria menor, então o ideial seria base flexionada e pontas dos pés quando se há uma percepção de uma finalização. de resto vejo da mesma forma. Parabéns!

Concordo plenamente com vc professor o goleiro perde tempo dando o salto pra depois atacar a bola,peço sempre para meus goleiro não deixar o atacante pegar eles andando pois vão ficar desequilibrado pra fazer a defesa ,e obrigado pela oportunidade d cada vez mais aprender

Na minha opinião , devemos trabalhar muito os treinos de esplosão com saltos frontal e laterais para criarmos cordenação altomaticas de esplosão dos goleiros... Concordo sim que esse vicio de salto antes da defesa como criar força no salto perde muito na esplosão e agilidade do goleiro..

Concordo com você. O goleiro fazendo esse salto acaba perdendo o tempo da bola e diminui ainda mas a reação que ele tem que tomar para ir na bola e efetuar a defesa.

Boa tarde Professor Concordo plenamente com suas palavras Acho muito desnecessário usar um movimento que ao meu ponto de vista vai atrasar o movimento de base e a saída para defesa ...

Na minha opinião ele perdeu muito tempo, fazendo um movimento que não era apropriado para aquela defesa, no caso ele deveria ter dado uma passada larga para a esquerda com a perna de apoio, pra impulsionar e assim chegar inteiro na bola expalmando para lateral

Corrigindo meu comentário....ele não usou força lateral para chegar na bola...e o movimento involuntário..

Na ação do vídeo..minha opinião e q ele exerceu a força para impulsionar o corpo na interceptação da bola.. neste movimento usando a força lateral com a projeção o corpo e amplitude dos braços chegaria mais forte e com precisão na bola ...ele só deitou o corpo e se jogou de barriga ....grande abraço Wellington ramos

Esse movimento involuntário, deve-se muito ao distanciamento da bola ou jogada, que faz com que o "guarda redes" tenha um certo conforto em relação ao posicionamento dele, causando assim, uma comodidade para fazer a posição de expectativa pra ele fazer a defesa da bola

Por incrível que pareça, sempre observei este movimento e cheguei a conclusão que: como os segundos que a bola atinge a meta do arqueiro, no estante que o goleiro está " inerte " a bola já está praticamente encima e nao espera os pés se firmarem ao chão, pra que obtenha impulso pra defender. É bem melhor, aumentar a amplitude das pernas e impulsionar pra fazer a defesa.

Então professor Na minha opinião era só ele fazer a base com O senhor dar uma passada pro lado que a batida foi feita e tentará a defesa. Só assim ele encurta tempo em relação a chegar na bola

Concordo, também não sou adepto

Assuntos


Posts em destaque


AO VIVO Assista agora o
MAIOR CONGRESSO DE FUTEBOL DAS AMÉRICAS
ASSISTIR AGORA!