Da mudança de carreira à prática no Brasil: conheça Ever Valenzuela, o Aluno FI que é paraguaio e fez sua Experiência Prática em psicologia no Azuriz
Futebol Interativo
Carregando...

07-04-22 |

Da mudança de carreira à prática no Brasil: conheça Ever Valenzuela, o Aluno FI que é paraguaio e fez sua Experiência Prática em psicologia no Azuriz

Compartilhe img

Da mudança de carreira à prática no Brasil: conheça Ever Valenzuela, o Aluno FI que é paraguaio e fez sua Experiência Prática em psicologia no Azuriz


O psicólogo Ever Valenzuela tem 31 anos, é paraguaio e mora na Ciudad del Este. Apaixonado por futebol, Ever começou a estudar psicologia depois de se formar em Administração. Sem muita identificação com a área, ao começar sua segunda graduação, veio o reconhecimento imediato. “À medida que eu ia estudando psicologia, fui me dando conta que era o que eu realmente gostava e que era na área esportiva onde eu queria exercer minha nova profissão”, explicou Valenzuela.

Torcedor do Cerro Porteño, Ever conheceu o Futebol Interativo através de um amigo que estava fazendo o curso de Especialização em Odontologia no Futebol também no FI. Após finalizar sua Especialização em Psicologia no Futebol, fez a Experiência Prática no Azuriz Futebol Clube, clube-empresa de Pato Branco, Paraná. O Azuriz é um dos clubes parceiros do Futebol Interativo, formador de atletas e no futebol, disputa o Campeonato Paranaense, Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro - Série D.

+ Conheça a nossa Especialização em Psicologia no Futebol!

“A recepção de todos no clube foi muito boa, fiquei surpreso com a metodologia de trabalho deles. São muito profissionais em todas as áreas. Aqui pude desenvolver o meu trabalho durante as manhãs e tardes em conjunto com a psicóloga do time. Me ajudou a consolidar minhas crenças de que temos muito a trabalhar com psicologia no esporte e que é a área que mais gosto”, destacou o aluno.

Ever quer ter a oportunidade de trabalhar de forma efetiva com o futebol, esporte que é apaixonado e que acredita que a psicologia ainda não foi explorada como pode ainda pode ser nesse ambiente. “A psicologia no futebol, em muitos lugares, ainda sofre muita resistência, mas já foi demonstrado em diversos países que é uma ferramenta muito válida para poder desenvolver o potencial do atleta, seja na categoria de base ou no alto rendimento. A psicologia tem muito a contribuir no futebol”, finaliza Valenzuela.

+ A Especialização em Psicologia no Futebol tem Experiência Prática. Veja os clubes parceiros!

COMENTÁRIOS

COLUNISTA FI

Futebol Interativo Ver mais desse colunista

0 comentários

Essa publicação ainda não tem comentários.

Quero ser um colunista FI